Após roubos e furtos em sequência, segurança é reforçada na zona sul de Niterói

  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
Publicidade

Publicidade

A prevenção de roubos e furtos a pedestres em três bairros de Niterói – Icaraí, Jardim Icaraí e Santa Rosa – será reforçada a partir da próxima semana, com uma ação integrada que envolverá 72 agentes de segurança pública. As rondas preventivas ocorrerão todos os dias, das 7h às 19h. Ao todo, 50 guardas municipais e 22 policiais militares do 12º Batalhão da PM vão percorrer as ruas da região a pé e de bicicleta, com o uso de viaturas quando necessário.

O principal foco será reduzir a incidência desses delitos em áreas como o Campo de São Bento e as proximidades de escolas da região. Por isso, os horários de entrada e saída das aulas vão receber atenção especial. O patrulhamento, que já acontecia regularmente, foi reorganizado após queixas recentes de pais de alunos sobre o aumento de roubos e furtos de mochilas, celulares e outros equipamentos eletrônicos.

Nos demais bairros da cidade, o patrulhamento da Guarda Municipal e da Polícia Militar continua sendo feito normalmente. A parceria entre a Prefeitura de Niterói, por meio da Secretaria Municipal de Ordem Pública, e as Polícias Civil e Militar ocorrerá por tempo indeterminado.

Além da Guarda Municipal e da PM, a tática terá participação da Polícia Civil, que agilizará o registro de eventuais ocorrências, na 77ª Delegacia de Polícia (Icaraí), liberando o efetivo para voltar às ruas. “O objetivo principal do plano integrado não é ter guardas ou policiais fixos em um ponto específico, mas circulando na região, pois esses delitos ocorrem em diversos lugares, muitas vezes simultaneamente”, explica o secretário municipal de Ordem Pública, Gilson Chagas.

A população também poderá denunciar algum delito ou atitude suspeita pelo 153, o telefone de emergência do Centro Integrado de Segurança Pública (CISP) da Prefeitura.

“O serviço é uma ferramenta muito importante para o cidadão em caso de emergência, seja por um acidente de trânsito, um assalto ou qualquer outra situação de risco. Ao ligar para o 153, a central aciona o órgão competente imediatamente”, orienta Chagas.

You may also like...

Deixe uma resposta