Área rural de Itaboraí recebe obras de saneamento e abastecimento de água

  •  
  • 22
  •  
  •  
    22
    Shares



arearuralO segundo maior investimento em infraestrutura do Governo do Estado, em parceria com a Prefeitura de Itaboraí, já está em execução em três bairros da cidade: Cabuçu, Curuzu e São José, localizados na área rural. A região receberá obras de drenagem, esgotamento sanitário e pavimentação, além de reservatórios para levar água encanada aos moradores. O investimento é de cerca de R$ 110 milhões, com a conclusão do trabalho prevista para o segundo semestre de 2016. Na cidade, o volume de recursos só é menor que os R$ 180 milhões disponibilizados pelo Estado para a revitalização a Avenida 22 de Maio, também em andamento.

“Mesmo diante da queda de mais de 50% na receita, estamos nos esforçando para firmar parcerias e consolidar contratos firmados antes desse cenário de crise. Uma obra como essa traz mais qualidade de vida para esses moradores, que por muito tempo ficaram esquecidos”, explica o prefeito de Itaboraí, Helil Cardozo.

O projeto de urbanização dessa região foi elaborado em conjunto, por técnicos da secretaria de Obras de Itaboraí e da Companhia Estadual de Habitação (Cehab). O plano prevê a criação de aproximadamente 50 km de rede de água, a construção de um reservatório no bairro de Cabuçu, com capacidade para 640 mil litros, e a reforma de outro reservatório, no bairro de São José, de 174 mil litros.

Também serão construídas duas estações de tratamento de esgoto (ETE): uma delas, em Cabuçu, cujo processamento será de 16 litros de esgoto por segundo e a outra, em São José, com estrutura para tratar até 17 litros de dejetos por segundo. Cerca de 12 mil pessoas devem ser contempladas com os investimentos.

De acordo com o gerente de contratos da Cehab, Luiz Eduardo Velloso, cerca de 500 profissionais, entre pedreiros, carpinteiros, serventes e outros profissionais vão trabalhar durante o período de maior volume de obras.

“A pedido da Prefeitura, estamos priorizando a mão de obra local, o que beneficia a comunidade antes mesmo de as obras ficarem prontas. Além disso, esses bairros são de difícil acesso e ficam mais distantes da região central de Itaboraí, o que torna produtiva a utilização dos moradores da própria região”, destaca a gerente.

Cessão de área

Para dar mais celeridade às obras, o prefeito Helil Cardozo se reuniu no início desta semana com os representantes da Companhia Estadual de Habitação (Cehab), da Companhia Estadual de Águas e Esgotos (Cedae), da Secretaria Municipal de Obras e da empresa responsável pelos trabalhos na região. No encontro, o prefeito acertou os detalhes da construção do reservatório, no alto do Sítio Maravilha, que pertence ao comerciante Cinair Campos, de 78 anos, e fica entre as regiões de Curuzu e Cabuçu. O proprietário vai ceder a área sem custos para a Prefeitura.

“Já que é para beneficiar a população, não me importo em ceder uma parte da propriedade”, disse Cinair, sensibilizado com a situação dos moradores que não contam com rede de água.

Na ocasião, o prefeito de Itaboraí também pediu ao representante da Cedae que priorize a construção de poços no local que, futuramente, servirão para abastecer os reservatórios, assim que as obras forem concluídas.

Além de Cabuçu, Curuzu e São José, os bairros de Agro Brasil e o Centro de Sambaetiba, que também ficam localizados em áreas rurais, estão recebendo investimentos. Nesses locais, estão em construção, respectivamente, duas unidades de saúde da família. O investimento em cada uma delas é de R$ 941 mil. Desse montante, R$ 533 mil vêm dos cofres municipais, e R$ 408 mil do Governo Federal, por meio de emendas parlamentares. A previsão é que fiquem prontas até o primeiro semestre de 2016.

You may also like...