Artistas de Itaboraí declaram apoio a ato que vai exigir da Petrobras retomada das obras do Comperj

  •  
  •  
  •  
  •  



artistasAcostumados com os holofotes, cerca de 100 artistas de Itaboraí pretendente trocar os palcos pela Avenida Presidente Vargas, no Centro do Rio de Janeiro, ao menos no próximo dia 24. A confirmação de adesão ao ato ‘Juntos pelo Comperj – Refinaria Já!’, que vem sendo organizado pelos municípios que integram o Consórcio Intermunicipal do Leste Fluminense (Conleste), aconteceu nesta sexta-feira (14), na sede da Casa do Artista, no Centro da cidade. Os municípios cobram da Petrobras a retomada das obras da refinaria do Complexo Petroquímico do Rio de Janeiro (Comperj), que já está 82% pronta.

Para o diretor da Casa do Artista, Tiago Atzevedo, nesse momento de crise e de cortes de gastos, os artistas são os mais prejudicados, uma vez que festividades que já faziam parte do calendário do município estão sendo canceladas, em função do ajustes feitos pelas empresas e também pela Prefeitura.

“O Carnaval, a Feira Literária de Itaboraí (Felicita), a Maratona Multicultural, o aniversário da cidade são apenas alguns dos eventos que foram cancelados neste ano. Com isso, os artistas locais ficam prejudicados. Mas não é só isso: a Casa do Artista também vem passando por dificuldades financeiras. Não estaria me expondo, se não fosse por uma causa justa. Esse é o momento de estarmos juntos do prefeito Helil Cardozo e os demais prefeitos da região”, disse Tiago, que prometeu levar os profissionais utilizando figurinos de personagens ilustres, que passaram pela Casa do Artista.

A secretária municipal de Educação, Susilaine Duarte, também esteve na reunião com os artistas, e explicou a importância da participação de todos.

“Essa é a hora de todos os que estão sendo prejudicados pela paralisação das obras do Comperj irem às ruas e exigir um posicionamento da Petrobras. E todos nós que vivemos e trabalhamo,s não só em Itaboraí, mas em todas as cidades do entorno, somos prejudicados”, enfatizou Susilaine.

Apoio

artistas1O músico Pablo Henrique, de 19 anos, baterista da Banda Expresso 7, é um dos artistas que confirmaram participação no evento. Segundo ele, que mora há 13 anos na cidade, é hora de união de todos em prol do município.

“É muito triste ver o que está acontecendo. O mínimo que queremos nesse momento é a retomada das obras para que a cidade siga em frente”, disse o jovem.

Esse também é o pensamento da bailarina Izabel Bittencourt, de 18 anos, que dança desde os 7 anos de idade. Para ela, o ato é importante para mostrar que os moradores dos municípios afetados estão atentos e descontentes com a falta de compromisso da Petrobras com a finalização da refinaria do Comperj.

“Ficar parada não vai adiantar. Os artistas de Itaboraí sabem o que está acontecendo e entendem que esse é o momento de fazer algo”, disse Izabel.

Cobrança

No próximo dia 24, ao menos 11 municípios do Conleste enviarão caravanas para a frente da sede da Petrobras, no Centro do Rio para cobrar da empresa a retomada das obras de construção da refinaria do Comperj, em Iraboraí. A paralisação do empreendimento tem causado grandes prejuízos aos cofres dos municípios. Só em Itaboraí, a arrecadação municipal caiu em 50% desde março, e a Prefeitura foi obrigada a cortar investimentos, reduzir salários e cancelar eventos, enfrentando, ainda, dificuldades para honrar compromissos financeiros.

You may also like...