Bebê morre baleado em São Gonçalo

  •  
  •  
  •  
  •  



Um bebê de um ano e dois meses morreu após ser baleado na cabeça em São Gonçalo, na noite desta segunda-feira. O pequeno Juan Rodrigues Morales foi atingido dentro do carro da família, pouco depois de ter, junto com parentes, saído de uma festa. O crime ocorreu por volta das 23h, na esquina das ruas Coronel Rodrigo de Carvalho, com Otávio Vilela, no bairro de Mutuá. A criança chegou a ser levada para o Hospital e Clínicas de São Gonçalo, mas não resistiu.

No veiculo, modelo Sandero de cor vermelha, estavam, além da criança, os pais do menino, a avó e uma adolescente de 14 anos, irmã dele. Juan estava no banco de trás. De acordo com a Polícia Civil, o projétil teria entrado pela parte traseira do carro, atravessado a cabeça da vítima e chegou a perfurar o painel frontal do veículo.

Parentes do menino relataram aos policiais que o carro da família, conduzido pelo pai da vítima, teria freado, após achar estranho um outro veículo, de cor cinza, seguia o veículo. Os criminosos, então, fizeram um disparo.

Segundo informações preliminares da Polícia Civil, bandidos podem ter confundido o carro da família com um veículo descaracterizado da polícia ou até mesmo pertencente a criminosos de facções rivais. Isso porque não houve abordagem, por parte dos criminosos e, além disso, o fato de ter sido disparado apenas um tiro não caracterizaria, a princípio, uma execução.

O caso está sob a investigação da Divisão de Homicídios de Niterói, São Gonçalo e Itaboraí. Segundo o delegado Tiago Dorigo, uma perícia preliminar já foi realizada. De acordo com ele, o que foi apurado até o momento pelos agentes é compatível com o depoimento dado pelos pais da vítima.

Ainda conforme informou o delegado, uma nova perícia deve ser realizada e a reconstituição do crime pode ser feita. O projétil que atingiu Juan, aparentemente, seria oriundo de um revólver ou de uma pistola. Os policiais buscam por imagens de câmeras de seguranã da região que possam auxiliar na resolução caso.

Os próprios familiares, ao perceberem que Juan estava ferido, levaram a criança para o hospital. Durante esta madrugada desta terça-feira, o pai e a mãe do menino compareceram à especializada para prestarem depoimento. Abalados, eles não quiseram falar com a imprensa.

Com informações : Jornal O Globo

You may also like...