Centro de castração do Fonseca sem previsão para inauguração

  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

Leonardo Simplício / Prefeitura de Niterói

O Centro de Controle Populacional de Animais Domésticos, no Horto do Fonseca, realizará a microchipagem de animais cadastrados no local, que os localizam e armazenam dados de identificação. Porém, enquanto o local permanece de portas fechadas, os donos seguem aguardando pela novidade. A unidade está em processo de finalização da obra, mas até agora não há previsão de inauguração. Ao criar a Coordenadoria Especial dos Direitos dos Animais, em março deste ano, a Prefeitura de Niterói deu o prazo de 30 dias para a abertura do novo centro de castração.

No ano passado, o prefeito Rodrigo Neves anunciou a inauguração do espaço para a segunda quinzena de maio. Posteriormente, a abertura foi transferida para setembro de 2016. O município não informou o motivo dos adiamentos.

Até o início das castrações no local, o projeto de microchipagem em animais domésticos abrange apenas os de rua, adotados através de ações municipais.

De acordo com a Prefeitura de Niterói, desde o início do projeto, cerca de 250 dispositivos já foram implatados em animais de rua adotados. No fim de 2015, cerca de 500 dispositivos foram adquiridos pela gestão municipal, através de licitação.

O microchip armazena dados do animal, assim como de seu dono, em conexão direta com o sistema da prefeitura. Assim, é possível saber a localização exata dos bichos. Dessa forma, é possível identificar se o pet foi abandonado pelos tutores. Afim de amenizar os índices de animais em situação de rua, eles podem ser resgatados e devolvidos ao lar. O dono pode ser penalizado com uma multa de até R$ 502, de acordo com o artigo 14 da lei municipal 3153/205.

Até o momento, segundo a prefeitura, nenhum animal foi encontrado abandonado através desses dispositivos.

Leia também

Deixar uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *