Cúpula dos transportes é presa no Rio pela Polícia Federal

  •  
  •  
  •  
  •  



Lélis Teixeira, presidente da Federação das Empresas de Transportes de Passageiros do Estado do Rio de Janeiro (Fetranspor) é preso pela PF | Tânia Rêgo/Agência Brasil

A Polícia Rodoviária Federal prendeu na manhã de hoje Marcelo Traça Gonçalves, presidente do Sindicato de Empresas de Transporte Rodoviário do Rio de Janeiro (SETRERJ). Ele, que é alvo da Operação Lava-Jato, foi capturado na Rodovia Presidente Dutra (BR-116).

Além dele, foram presos também o presidente da Federação das Empresas de Transportes do Estado (FETRANSPOR), Lélis Teixeira, o ex-presidente do Departamento de Transportes Rodoviários, Rogério Onofre, e o empresário Jacob Barata Filho, conhecido como o “rei do ônibus no Rio”. Este último foi capturado ontem (2), no Aeroporto Internacional do Rio, enquanto o mesmo planejava embarcar para Portugal.

O empresário Jacob Barata Filho, preso ontem(02) no Aeroporto Internacional Tom Jobim/Galeão, quando embarcava para Portugal | Tânia Rêgo/Agência Brasil

Segundo o juiz Marcelo Bretas, que autorizou a deflagração dessa operação, os presos recebiam propinas, entre 2010 e 2016, chegando ao montante de 260 milhões de reais. Tais informações foram descobertas através do doleiro e delator, Álvaro Novis.

“O colaborador ainda informou a existência de acordo referente ao recebimento de vantagem indevida proveniente do setor de transporte por Sergio Cabral, através de Carlos Miranda (suspeito de ser operador do esquema)”, anotou o juiz.

You may also like...