Desenvolvimento Social de Itaboraí superou 50 mil atendimentos em 2014

  •  
  • 2
  •  
  •  
    2
    Shares

A Secretaria de Desenvolvimento Social de Itaboraí registrou 53.093 atendimentos à população em 2014.

Quase a metade é relativa aos serviços dos Centros de Referência de Assistência Social (Cras) do município, localizados em Ampliação, Apollo, Jardim Imperial, Itambi, Reta e Visconde. Juntos, as seis unidades somaram 26.079 assistências.

No ano passado, a Secretaria também inaugurou cinco novas instalações e atendeu a 9.613 pessoas no Programa Bolsa Família, realizando 2.318 novos cadastros.

Com o objetivo de ofertar serviços e ações de proteção básica por meio do Programa de Proteção e Atendimento Integral à Família (Paif), os Cras distribuíram 342 cestas básicas. Já o Centro de Referência Especializado de Assistência Social (Creas) registrou 1.358 assistências, enquanto o Centro Especializado de Atendimento à Mulher (Ceam) somou 488 atendimentos.

“Esses números mostram o desafio que aceitamos ao assumir a responsabilidade de conduzir as políticas de assistência social em Itaboraí. Muito já foi feito, mas temos a consciência de que precisamos seguir evoluindo para atender cada vez mais e melhor as necessidades dos nossos cidadãos”, disse Audir Santana, vice-prefeito e secretário municipal de Desenvolvimento Social.

Somados os sete cursos disponibilizados pelo Programa Nacional de Acesso ao Ensino Técnico e Emprego (Pronatec), 187 alunos se formaram em almoxarife de obras, pintor de obras, modelista, pedreiro de alvenaria, soldador, costureiro industrial e operador de computador.

A Coordenadoria LGBT realizou 16 encontros de capacitação, a da Juventude fez dez eventos, e o Programa de Erradicação do Trabalho Infantil contou com seis reuniões de articulação da rede de proteção. Foram realizadas, ainda, cerca de 2.160 atendimentos jurídicos e 1.314 assessorias técnicas.

Novas unidades e instalações

Em 2014, o município ganhou o Abrigo Institucional Ewaldo Saramago Pinheiro, destinado a crianças e adolescentes, o Centro Pop, voltado a pessoas em situação de rua, a Casa dos Conselhos, local onde os conselhos municipais do Idoso, dos Direitos da Pessoa com Deficiência Física, dos Direitos das Crianças e dos Adolescentes e da Assistência Social fazem suas reuniões, e as novas instalações do Conselho Tutelar I e do Creas.

Para 2015, estão previstas as inaugurações da sede do Conselho Tutelar II, em Manilha, e de um segundo Creas, em Marambaia.

You may also like...