Dia de medalhas e decepções nas Olimpíadas Rio 2016

  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

Alison e Bruno vencem holandeses e levam Brasil à final do vôlei de praia

No sufoco, a dupla Alison e Bruno Schmidt venceu hoje (16) os holandases Brouwer e Meeuwsen e o Brasil vai disputa o ouro no vôlei de praia masculino. Após vencer o primeiro set por 21 a 17, os brasileiros desperdiçaram quatro chances de fechar o segundo set e permitiram que os holandeses empatassem o jogo em 1 a 1.

Robson Conceição é ouro no boxe

No terceiro e decisivo set, as duas duplas seguiram trocando pontos e a liderança até o fim. Com um bloqueio espetacular de Alison, os brasileiros passaram à frente no décimo terceiro ponto.

Depois de 59 minutos de jogo, com mais um bloqueio do Mamute, apelido de Alison, o Brasil fechou o set e o jogo por 16 a 14. Os brasileiros disputam a final olímpica na quinta-feira (18), às 23h59.

César Castro fica em sétimo, melhor resultado em quatro olimpíadas

Disputando a quarta Olimpíada, o brasileiro César Castro ficou hoje (16) na sétima colocação nos saltos ornamentais da Rio 2016, categoria trampolim de 3 metros, com 436 pontos. Com o resultado, o brasiliense, que mora nos Estados Unidos, supera sua melhor classificação olímpica, a nona colocação em Atenas, na Grécia, em 2004. Em Pequim (2008), o brasileiro ficou na 20ª colocação e na 17ª em Londres (2012).

Com 547,60 pontos, o chinês Yuan Cao ficou com o ouro. O britânico Jack Laugher, com 523,85 pontos, levou a prata e o alemão Patrick Hausding, com 523.85 pontos, conquistou o bronze.

Atleta do Instituto Presbiteriano Mackenzie de Brasília, César Castro treina nos Estados Unidos desde 2013, quando a piscina do Parque Julio Delamare, no Rio de Janeiro, foi fechada para reformas. Em 2014, foi nomeado atleta do Ano pelo Comitê Olímpico Brasileiro (COB).

Larissa e Talita perdem para alemãs e vão disputar bronze no vôlei de praia

Favorita e esperança de medalha de ouro no vôlei de praia, a dupla Larissa e Talita perdeu hoje (16) na semifinal para as alemãs Ludwig e Walkenhorst e vai disputar o bronze. Em 38 minutos de partida, a dupla alemã não deu chances para as brasileiras.

A dupla brasileira, que havia perdido apenas um set na Rio 2016, não conseguiu se encontrar hoje nas areias de Copacabana e perdeu o primeiro set por 21 a 18, em 21 minutos. No segundo set, a alemãs mantiveram o ritmo forte e conseguiram vencer por 21 a 12, em 17 minutos.

Larissa e Talita voltam às areias de Copacabana amanhã (17), às 22h, para disputa da medalha de bronze. O Brasil ainda tem chances de disputar o ouro na modalidade com a dupla Agatha e Barbara, que jogam hoje, às 23h59, contra as norte-americanas Walsh Kerri e Ross April.

Futebol feminino: Alemanha vai à final e Canadá enfrenta o Brasil pelo bronze

Brasil perde nos pênaltis para Suécia e vai disputar bronze no futebol feminino1A Alemanha está na final do futebol feminino após vencer o Canadá por 2 a 0 no Mineirão, em partida na tarde de hoje (16). Com gols de Behringer e Daebritz, as alemãs se classificaram pela primeira vez para a disputa do ouro olímpico, após ganharem bronze nos Jogos de 2000, 2004 e 2008.

Brasil perde nos pênaltis para Suécia e vai disputar bronze no futebol feminino

A adversária da Alemanha na final será a Suécia. A decisão ocorre na sexta-feira (19), no Maracanã, às 17h30. As suecas se classificaram hoje ao vencer o Brasil na outra semifinal. Após empate de 0 a 0 no tempo normal e na prorrogação, as brasileiras perderam nos pênaltis por 4 a 3.

Na disputa pelo bronze, as brasileiras vão enfrentar o Canadá em confronto também na sexta-feira, na Arena Corinthians, em São Parlo, às 13h.

Maior medalhista brasileiro, Scheidt fica em 4º na classe laser e sem medalha

O Brasil terminou hoje (16) sem medalhas nas competições de vela dos Jogos Olímpicos do Rio. O velejador brasileiro Robert Scheidt, o maior medalhista brasileiro, chegou a ganhar a regata que valia medalha na classe laser, mas acabou em 4º lugar no resultado geral. O australiano Tom Burton ficou com a medalha de ouro, o croata Tonci Stipanovic com a prata e Sam Meech, da Nova Zelândia, com o bronze.

Decepcionada, Fabiana Murer chora após ficar em último no salto com vara

Chorando copiosamente após errar todas as tentativas de salto, a brasileira Fabiana Murer, tida antes dos Jogos Olimpícos do Rio 2016 como maior esperança de medalha para o atletismo brasileiro, acabou eliminada hoje (16) ainda na fase classificatória do salto com vara, ficando na última posição da competição.

Foi a terceira tentativa frustrada de Fabiana em Olimpíada. Em 2008, em Pequim, ela despontava como revelação do esporte e perseguia as líderes na prova quando uma de suas varas sumiu por culpa dos organizadores, afetando seu desempenho. Quatro anos depois, em Londres, a brasileira sentiu-se afetada pelos fortes ventos e também não participou da final.

Com 35 anos, chegando ao Rio com a bagagem de ter sido duas vezes campeã mundial e ter chegado ao número um do ranking, e obtido a segunda melhor marca do ano no esporte, Fabiana, no entanto, não conseguiu encaixar seus saltos. Diante de uma plateia que a ovacionava, ela derrubou o sarrafo nas três tentativas de superá-lo a 4m30 do chão.

Fabiana, que no aquecimento havia sido golpeada pelo sarrafo na cabeça, mas disse que o incidente não a prejudicou – declarou, após a prova, que uma hérnia tratada há um mês afetou a potência de seu braço esquerdo, impedindo que pudesse competir em sua melhor forma física. Fabiana, porém, não encarou a justificativa como desculpa, e se mostrou desconsolada com a desclassificação em último lugar, ao lado da chinesa Ren Megquian.

A outra brasileira no salto com vara, Joana da Costa, que considerava sua mera presença na Olimpíada como grande vitória pessoal, acabou posicionada acima de Murer, por ter acertado um salto de 4m15, mas também não conseguiu passar para a final.

Brasil perde para a Holanda e é eliminado no handebol feminino

A seleção brasileira feminina de handebol perdeu hoje (16) para a Holanda e está fora da disputa por medalhas na Rio 2016. O placar final foi 32 a 23. A brasileira Fernanda Franca da Silva foi a artilheira da partida, com sete gols.

As holandesas agora aguardam o resultado do jogo entre Espanha e França para conhecer o próximo adversário, nas semifinais.

Isaquias Queiroz conquista medalha de prata na canoagem

Com o tempo de 3min58seg529, o brasileiro Isaquias Queiroz conquistou hoje (16) a medalha de prata na canoagem de velocidade dos Jogos Olímpicos Rio 2016.

canoagemO atleta ficou atrás do alemão Sebastian Brendel, que fechou a prova com o tempo de 3min56seg926. O bronze ficou com o canoista da República da Moldova, Serghei Tarnovschi, com 4min00seg852.

Isaquias Queiroz, de 22 anos, chegou a liderar a prova, mas perdeu força no final, oportunidade bem aproveitada pelo adversário alemão. Desde as primeiras baterias, Sebastian Brendel já era cotado como um dos principais rivais do brasileiro na disputa por medalhas.

You may also like...