Igreja do século XVII dentro do Mosteiro de São Bento reabre para visitas após restauração

  •  
  • 71
  •  
  •  
    71
    Shares



foto-ampliada-mosteiro Olá! A partir deste sábado (11), data em que se comemora o dia do fundador da Ordem Beneditina, Bento de Núrsia, você poderá conferir a restauração completa da Igreja Nossa Senhora de Montserrat, no centro da cidade. Junto com o Mosteiro de São Bento, ela forma o aglomerado arquitetônico mais representativo do século XVII do Rio de Janeiro.

A igreja foi erguida no alto de uma colina silenciosa e arborizada, sua fachada singela atrai a atenção dos visitantes pelo imponente portão de ferro que resguarda a surpreendente beleza do seu interior, com belíssimos vitrais, talhas barrocas e altares de jacarandá cobertos de ouro.

O ponto alto da visitação é o culto celebrado aos domingos, às 10h, com canto gregoriano apresentado pelos monges. Por ser uma celebração religiosa, pede-se atenção ao traje para assistir à cerimônia.

No local há ainda uma livraria onde é possível comprar artigos religiosos, lembranças e obras relacionadas à história do lugar.

Você sabia?

O Mosteiro de São Bento do Rio de Janeiro foi fundado por monges beneditinos em 1590 e ainda funciona como tal. Neste conjunto arquitetônico temos um dos estabelecimentos educacionais mais importantes e tradicionais do Brasil: o Colégio São Bento. Por essa escola passaram personalidades como Pixinguinha, Noel Rosa, Villa Lobos e Cazuza. Há ainda a Faculdade de São Bento, que conta com os cursos de Teologia e Filosofia, além de Pós-graduação, como a de Ciências da Religião.

interior igreja são bentoA igreja fica na Rua São Gerardo, 68, Praça Mauá, Centro, Rio de Janeiro. O acesso pode ser feito de carro ou a pé.
A gente se vê por lá!



Formada em Turismo e com duas pós-graduações na bagagem, Leila Gravano é guia de turismo bilíngue e diretora da Conhecendo Mais, empresa de turismo receptivo de Niterói.


A opinião contida neste artigo é de inteira responsabilidade do seu autor. O seu conteúdo não expressa necessariamente a opinião do Correio da Cidade Online.

You may also like...