Itaboraí: começa pavimentação do primeiro trecho da nova 22 de Maio

  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

obra22Do quintal de casa, a aposentada Elizabete Bemvinda, de 49 anos, acompanha com o neto cada detalhe das obras de revitalização total da Avenida 22 de Maio, principal via de Itaboraí, com 9 quilômetros de extensão. Para os operários, não haveria outra moradora com sobrenome mais sugestivo para saudar a chegada do asfalto nesta sexta (16) no primeiro trecho da recuperação da avenida.

A pavimentação dos primeiros 600 metros da pista que liga os bairros Esperança (Reta) e Venda das Pedras será finalizada neste sábado (17). A expectativa da Prefeitura é a de que todo o trecho de 1,2 km desta primeira etapa, e a duplicação da ponte de Vendas das Pedras, sejam concluídos até o final do ano.

“A gente que mora aqui durante tanto tempo não acreditava mais que isso aconteceria. Chegou como um presente antecipado”, diz Elizabete, que completa 50 anos no próximo mês. Quase metade desse anos foram vividos na atual casa, construída pelo marido, às margens da Avenida. Com ela, também moram duas filhas e dois netos, que também não tinham esperanças de ver a revitalização da região em que cresceram.

Para a execução da obra, estão sendo mobilizados 30 caminhões e cerca de 100 operários, além de auxiliares de trânsito da Secretaria Municipal de Transportes. Ao todo, serão utilizadas cerca de 600 toneladas de massa asfáltica na pista, que tem aproximadamente, 6,5 metros de largura, além de áreas para estacionamento e pontos de ônibus.

Logo pela manhã, o prefeito de Itaboraí, Helil Cardozo, esteve na região onde acontecem as obras. Durante a visita, ele conversou com os moradores e os engenheiros da empresa responsável pelo trabalho. Ele reforçou a importância de investir na modernização da Avenida 22 de Maio, onde trafegam cerca de 3,5 milhões de veículos por mês.

“É uma grande satisfação poder tirar essa obra do papel. Não só porque estou prefeito de Itaboraí, mas porque também sou cidadão deste município. É um investimento que contempla quem é daqui e todos os quem vêm de outras cidades e utilizam essa via como alternativa”, esclareceu Helil.

obra221As obras da Avenida 22 de Maio são fruto de uma parceria entre a Prefeitura de Itaboraí e o Governo do Estado, por meio do Programa Somando Forças. Os trabalhos estão orçados em R$ 186 milhões. A previsão de conclusão de todas as etapas é de 16 meses.

Além de nova pavimentação, a via terá trechos duplicados e ganhará equipamentos modernos de iluminação com fiação subterrânea, áreas de lazer, acessibilidade, ciclovia, ponte, passarela e a construção de uma grande praça em Joaquim de Oliveira, com um centro de convenções.

Mudanças

De acordo com José Emanuel, gerente operacional da obra, com este trecho da Avenida já concluído neste fim de semana, o tráfego de veículos da pista da direita, para quem segue em direção ao Centro de Itaboraí, será desviado, a partir de terça-feira (20), para essa nova faixa (esquerda), antes parcialmente interditada por conta das obras.

“Essa mudança vai permitir que a pista da direita fique totalmente livre para retirarmos o pavimento atual, prepararmos o solo e iniciarmos a pavimentação. Estamos nos empenhando para minimizar os impactos, mas sabemos que uma obra dessa dimensão sempre traz algum transtorno. Por isso, pedimos desculpas aos moradores e cautela aos motoristas”, reforçou José Emanuel.

Esse é o pensamento de Josué Chaves, de 39 anos, dono de uma oficina para conserto de estofados para carros. Ele acredita que os transtornos são menores que os benefícios que estão chegando com a revitalização.

“Estou esperando as obras acabarem para investir na fachada do meu negócio. Acho que o movimento de clientes só vai crescer a partir de agora”, prevê Josué, que há cerca de 18 anos possui o imóvel no local.

Da mesma forma, outros comerciantes também sinalizaram que pretendem acompanhar a onda de investimentos e melhorar o próprio negócio.

“Isso aqui era um acostamento de lama, tinha muitos buracos e poeira. Já dá para ver que a realidade está mudando e a gente tem que acompanhar”, diz Roberto Correia, de 32 anos, proprietário de uma loja de rações para animais.

Readequações

Desde o início desde mês, ao menos 12 imóveis residenciais, localizados às margens da Avenida 22 de Maio também vem passando por readequações. Isso porque, muros, cercas e varandas destas propriedades foram construídos de forma inadequada, dentro do perímetro da via, que legalmente pertence ao município.

Todo este processo de readequação está sendo conduzido pelo departamento de Posturas da prefeitura de Itaboraí e realizado sem custo aos proprietários. Além de melhorar a paisagem da região, a medida vem permitindo o avanço das obras.

Segunda Etapa

Enquanto a pavimentação ocorre em ritmo acelerado no primeiro trecho entre a rotatória do bairro Esperança e a ponte de Vendas das Pedras, outra equipe adianta os trabalhos de drenagem da segunda etapa, que vai da ponte até a entrada da Praça Alfredo Serrano Marins.

A proposta da Prefeitura é acelerar o máximo as atividades da segunda fase para que tudo ocorra conforme previsto no cronograma. Cerca de 20 operários atuam neste ponto, número que, segundo o gerente operacional da obra, José Emanuel, deve crescer, à medida que o primeiro trecho é concluído.

You may also like...

Deixe uma resposta