Itaboraí e Estado reforçam ações de combate à Dengue

  •  
  •  
  •  
  •  

dengueO número de casos de dengue em Itaboraí está em queda. Em abril deste ano, foram 149 notificações, contra 136 em maio e 34 no mês de junho, o que representa uma redução de 77.2%. Mesmo assim, o combate ao mosquito transmissor da doença avança no município. Nesta terça-feira (07), a Prefeitura e o Governo de Estado realizaram um trabalho em conjunto pelas ruas do bairro de Nova Cidade, com visitas a residências e estabelecimentos comerciais para orientar e auxiliar a população e empresários no sentido de diminuir ainda mais os índices.

Para o coordenador operacional do Programa Municipal do Controle da Dengue (PMCD) de Itaboraí, Walber Mouzer, embora o número de notificações nas residências esteja em queda, é necessário cautela e ainda mais empenho dos moradores na prevenção da doença.

“A queda que observamos nos últimos meses se deve muito ao compromisso dos nossos agentes nas ruas. O fator climático também nos ajuda, já que a baixa temperatura e a umidade inibem o mosquito. Mas não podemos desacelerar o nosso trabalho. Para isso, contamos também com o apoio da população, para que facilite o acesso dos nossos profissionais às residências”, afirmou Walber Mouzer.

Além de distribuir redes de proteção, cerca de 40 agentes de endemias eliminaram os potenciais focos de mosquitos, distribuíram materiais informativos e esclareceram dúvidas dos moradores. Ainda segundo Walber, diariamente as equipes percorrem os bairros do município, fazendo esse trabalho. Com a ajuda do Governo do Estado, segundo ele, as ações ganham ainda mais força e impacto.

A subsecretária de Estado de Governo da Região Metropolitana, Cristiane Amaral, participou da ação. Ela caminhou pela Avenida Américo Cardoso, principal via de Nova Cidade, e conversou com comerciantes e populares. Ela foi acompanhada do subsecretário municipal de Atenção Básica, Marcos Souza, que representou o secretário municipal de Saúde, Edilson Francisco dos Santos. Cristiane afirma que a parceria com a prefeitura será intensificada, com o objetivo de reduzir ainda mais o número de casos da doença.

dengue1“O Governo do Estado sempre foi parceiro dos municípios. Em todas as cidades que solicitarem o nosso apoio estaremos presentes, mantendo o foco naquelas que mais precisarem. Para esses trabalhos, além de um estoque de redes de proteção que já possuímos, nós solicitamos uma ajuda extra ao Secretário de Estado de Saúde, Felipe Peixoto, porque entendemos que essa é uma necessidade recorrente na nossa região”, explicou a subsecretária.

Moradores aprovam

A vendedora Thayane Santos, de 28 anos, nunca teve dengue. E é justamente pelo medo de adquirir a doença que ela cuida bem dos recipientes que possui na residência.

“Acho que todo mundo tem que fazer sua parte. Não adianta um morador estar preocupado se outros não ligam para o problema. Na minha rua mesmo tem uma casa em que uma piscina está abandonada. A gente lamenta, porque têm pessoas que parecem não estar nem aí para o problema”, disse a jovem.

O pintor Ricardo Lopes, de 56 anos, morador do bairro, também aprendeu a lição. Após ser alertado sobre as larvas de mosquito na sua residência, ele prometeu mais cuidado com a água parada.

“Agora é ficar mais atento. Onde a gente menos imagina, o mosquito acaba se proliferando”, afirmou Ricardo.

O número total de notificações neste ano é de 478. Os interessados em reportar possíveis focos de mosquito devem ligar para 2639-8176.

You may also like...