Itaboraí recebe 3 mil profissionais da Educação na abertura oficial do ano letivo

  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

Cerca de 3 mil profissionais da Rede Municipal de Ensino de Itaboraí participaram, na manhã desta segunda-feira (02), da abertura oficial do ano letivo 2015. O evento, com o tema “Escola, lugar de …”, ocorreu no Clube Vera Gol, em Outeiro das Pedras, e contou com a palestra de Eduardo Shinyashiki, especialista em desenvolvimento humano e autor de diversos livros de sucesso no país.

Organizado pela Secretaria Municipal de Educação e Cultura (Semec), a abertura do ano letivo é uma inovação da Prefeitura de Itaboraí. Realizado desde o início da atual gestão, em 2013, o evento faz parte do calendário oficial do município e tem o objetivo de recepcionar os profissionais, além de oferecer formação continuada, capacitá-los e enfatizar as diretrizes traçadas para o novo período.

Segundo a secretária municipal de Educação e Cultura, Susilaine Duarte, a Semec conta com a contribuição e participação dos profissionais de educação, pois sem eles, não há como colocar em prática as propostas estabelecidas pela Secretaria. A temática deste ano, a partir da proposta pedagógica, tem o objetivo de refletir o desejo de estar na escola e fazer dela um lugar de ações diversas.

“Que esses profissionais possam receber seus alunos da mesma forma que os estamos recebendo aqui. Este ano é de muitos desafios, visto o novo contexto socioeconômico pelo qual Itaboraí e os municípios vizinhos estão enfrentando com a redução da arrecadação e o aumento na demanda de serviços pelo Comperj. Temos que transformar dificuldade em oportunidade, e conhecimento em aprendizagem, a partir dos projetos pedagógicos das escolas e da temática da Semec”.

No ato do credenciamento, foi distribuída a “Agenda do Professor 2015”, feita especialmente para os profissionais do município, contendo os projetos pedagógicos da Educação, telefones úteis e o calendário escolar, entre outras informações. A abertura do evento contou com a participação da personagem criada e encenada pelo ator Tiago Atzevedo, a professora fictícia Denilza Azevedo, uma diretora de escola, tradicional e rígida, que arrancou risos dos participantes. De forma humorada, “Denilza” mostrou erros que não devem ser cometidos pelos profissionais de Educação no dia a dia dentro da escola. apresentou uma cena inusitada.

Vestindo literalmente a camisa da Semec, o escritor Eduardo Shinyashiki, autor de diversos livros sobre desenvolvimento humano, foi o responsável pela palestra ministrada aos educadores, com foco no tema do ano letivo 2015. Ele também veio ao município em 2014, durante o Simpósio de Educação.

“Adorei o tema da Educação para este ano, ‘Escola, lugar de…’. Para mim, três palavras são transformadoras: luz, graça e amor. Isso é o que nós devemos ter. A escola é um convite para nós educadores nos sentirmos brilhantes, termos graça de viver e amor para lidar com as situações do dia a dia”, ressaltou Shinyashiki.

Empolgada com a palestra, a professora de Ensino Fundamental I (1º ao 5º ano) Elba Rejane Silva, 30 anos, da Escola Municipal Geremias de Mattos Fontes, em Sambaetiba, elogiou todo o evento.

“Este é o terceiro ano consecutivo que participo da abertura oficial do ano letivo. Acho o evento interessante, e a temática deste ano vai nos ajudar a trabalhar bem com os alunos. Tenho ótimas expectativas para este ano, que seja agradável tanto para o professor quanto para o aluno. E que no final, o aprendizado seja alcançado, sempre contando com a parceria família/escola. Adorei a palestra, nunca tinha assistido o Eduardo Shinyashiki, e para mim, escola é lugar de desenvolvimento e crescimento em todas as áreas”, frisou a professora concursada há sete anos no município e moradora de Cachoeiras de Macacu.

Diferentemente de 2014, o evento de abertura do ano letivo ocorreu apenas durante a manhã, das 8h às 12h, já que cerca de 90% dos participantes demonstraram a preferência por esse horário, e contou, ainda, com a parceria da Livraria Gutemberg, que teve um stand com venda de livros no local.

  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

You may also like...