Menos policiais militares nas ruas a partir de hoje, apesar do aumento da criminalidade

  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

O Estado do Rio de Janeiro terá menos policiais nas ruas a partir desta segunda-feira (4). Isso porque a Polícia Militar decidiu reduzir o número de vagas ofertadas pelo RAS (Regime Adicional de Serviço) de 1.550 para 620. Pelo programa, que é voluntário, os PMs fazem horas extras para suprir o déficit de agentes nas ruas.

Todas as vagas para tal serviço foram extintas nos batalhões da Tijuca e Olaria, na zona norte da capital fluminense, no batalhão do município de Santo Antônio de Pádua, e no Grupamento de Policiamento Transportado em Ônibus Urbano.

Outro batalhão que também terá seu efetivo bastante afetado será o 12º, em Niterói. A unidade, que tinha 120 vagas para o RAS agora terá apenas 20. Entre os crimes que mais cresceram na região também está o roubo. Foram 1.656 casos no primeiro trimestre do ano passado contra 1.867 casos no mesmo período deste ano.

Na contramão da redução de vagas, a criminalidade tem aumentado nessas áreas. Na área do 16º BPM (Olaria),  por exemplo, que atende aos complexos da Penha e do Alemão, o número de roubos subiu. No primeiro trimestre do ano passado, foram registrados 1.266 casos deste tipo de crime –incluindo roubo a transeunte, celular, residência, e estabelecimento comercial. Já no primeiro trimestre deste ano, o número subiu para 1.400. A maior parte foi roubo de celular, que cresceu 114% no período.

A assessoria de imprensa da Polícia Militar informou que  “a redução no RAS não prejudicará o patrulhamento”,  já que um estudo foi feito para redimensionar o efetivo em todo o Estado. “O policiamento está sendo distribuído para ser mais eficaz e ter mais qualidade. As reduções foram feitas apenas no RAS voluntário”, informa trecho do documento.

Com informações do Portal UOL

 

You may also like...

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *