Mergulhão da Praça Renascença tem sua entrega adiada pela segunda vez

  •  
  • 8
  •  
  •  
    8
    Shares

Luciana Carneiro / Prefeitura de Niterói


Inicialmente prevista para maio e posteriormente adiada para o mês de agosto, o Mergulhão da Praça Renascença, segundo o novo prazo da Prefeitura será inaugurado em Setembro. O anúncio foi feito pelo prefeito Rodrigo Neves, durante visita técnica à passagem subterrânea, nesta terça-feira (20).

A Prefeitura de Niterói iniciou, na noite da última segunda-feira (19), o recapeamento de vias no entorno do mergulhão da Praça Renascença, no Centro. O trabalho começou na pista lateral próxima a subida da Ponte Rio-Niterói e nesta quarta-feira (21) será iniciada a fresagem da Rua Desidério de Oliveira, no trecho próximo à Delegacia de Homicídios (DH). Nesta terça-feira (20), o prefeito de Niterói, Rodrigo Neves, participou de mais uma vistoria técnica na obra do mergulhão e anunciou que a passagem subterrânea será inaugurada em setembro. A obra, uma parceria com a Prefeitura de Niterói, está sendo realizada pela Ecoponte, como contrapartida pela concessão da Ponte Rio-Niterói.
“Depois do túnel Charitas-Cafubá esta é a obra mais importante da cidade pelo que representa para melhorar a fluidez do trânsito no Centro. A requalificação urbana do Centro é uma de nossas ações e estamos estudando um projeto paisagístico para esta área. A integração das equipes da Prefeitura com a Ecoponte tem sido fundamental para o andamento da obra do mergulhão, que trará muitos benefícios para a cidade, principalmente para os moradores da zona Norte”, disse o prefeito, ressaltando que na próxima semana termina a fase de escavações do mergulhão.
De acordo com o diretor-superintendente da Ecoponte, Alberto Lodi, 80% das obras do mergulhão já foram concluídas e, no início de julho, o trecho da Avenida Feliciano Sodré, a partir da Rua Desidério de Oliveira, na Praça da Renascença, será liberado ao trânsito, abrindo a via para veículos que saem do Centro em direção à Avenida do Contorno.
“A obra está em ritmo acelerado. Com a abertura deste trecho, teremos significativa melhora na fluidez do trânsito nesta região, uma vez que desafoga o fluxo de carros da Rua Desidério de Oliveira e da Avenida Washington Luiz, vias que atualmente recebem não só o fluxo de veículos que seguem para a Avenida do Contorno, mas também ônibus e carros que vão em direção à zona Norte pela Alameda São Boaventura”, explicou. “Após esta etapa, será iniciado o processo de implantação da laje inferior e de acabamento das paredes laterais da passagem subterrânea”, acrescentou.

Mobilidade urbana – A passagem subterrânea, que está sendo escavada sob a pista sentido Fonseca da Avenida Feliciano Sodré, terá cerca de 500 metros de extensão (150 metros de trecho subterrâneo). A obra tem como objetivo desafogar o tráfego na região, facilitando, inclusive, o fluxo das centenas de ônibus que seguem diariamente do Terminal Rodoviário João Goulart em direção à Zona Norte e a São Gonçalo. No sentido contrário, ficará mais fácil o acesso à Avenida Jansen de Mello.
Com a obra, quem segue pela Avenida Feliciano Sodré poderá acessar a Avenida do Contorno e a Alameda São Boaventura sem precisar contornar a Praça Renascença ou parar no sinal no cruzamento com a Jansen de Mello. Quem vier da Zona Norte e quiser acessar a Avenida Jansen de Mello, em direção à Zona Sul, passará por cima do mergulhão.

You may also like...