Moradores do Cafubá têm casas invadidas por esgoto

  •  
  •  
  •  
  •  

cafuba1O progresso inevitavelmente virá acompanhado de algum tipo de transtorno para a população e com as obras que acontecem pela cidade de Niterói não é diferente. Contudo, os problemas ocasionados pelas intervenções da TransOceânica, além de tomar as ruas do Cafubá, ganharam também as casas dos moradores da Rua Dr. Heleno de Gregório. Nas redes sociais, outros moradores relataram o mesmo problema em outras partes do bairro.

Moradora do Cafubá, Taynara Leão, revelou que nunca teve sua casa tomada pelas águas da chuva e que a tranquilidade terminou na madrugada do último dia 16 de janeiro.

“Na madrugada do dia 16, por volta das 4 horas, meu marido ao levantar-se para beber água, se deparou com a água invadindo a cozinha. Começamos a tentar conter o avanço da mesma mas não obtivemos sucesso. Rodos, baldes, toalhas, tudo que era possível, foi feito para tirar a água de dentro de casa. A agua parece estar voltando do esgoto pois é muito fedida. A casa toda, o lote todo (que é gramado) está fedendo a esgoto. A agua terminou de baixar por volta das 14h do sábado (16). Contudo, na quinta-feira (21), novamente o terreno voltou a alagar. A água dessa vez não chegou a entrar em casa, mas chegou até a altura da porta. Eu não entendo nada de construção, eu só tenho fatos. E o fato é que moro aqui há dois anos. E isso não havia acontecido antes (das obras)”, relatou a moradora que precisou comprar um bomba para auxiliar na retirada da água e até deixou de trabalhar para vigiar as chuvas.

“Pelo que estou vendo nos grupos no Facebook,, minha casa não é a única a sofrer com inundações após as obras de asfalto novo. Comprei uma bomba d’água e 20 metros de mangueira para poder me precaver para as próximas vezes. Hoje não tive coragem de sair pra trabalhar, fiquei em casa vigiando a chuva! Cada vez que ela começa de novo, meu coração vem na boca”, desabafa.

Outra moradora da região, Janaína Oliveira que mora há mais de três décadas no Cafubá, relata que o incidente não se trata de um simples alagamento.

cafuba3“Na realidade não foi alagamento, o que está acontecendo é que tenho canos de cem que foram colocados por meu pai há 30 anos, para quando chovesse, ou lavasse o quintal esses canos jogavam na manilha que tinha na minha calçada, o que ocorre é que quando fizeram a obra no Cafubá, disseram que iam interligar esses meus canos nas águas fluviais, aí com a chuva a água não descia e começou a “brotar ” esgoto do ralo, e começou a retornar no meu quintal”, relata a moradora que reside no Cafubá há 35 anos.

Segundo Janaína, ela tentou por diversas vezes entrar em contato com a Prefeitura de Niterói por diferentes canais de comunicação e não obteve uma resposta para a solução do problema.

Assim como a moradora, a equipe do Correio da Cidade Online entrou em contato com a Prefeitura de Niterói e até a publicação desta matéria, não obteve resposta sobre os transtornos no Cafubá.

You may also like...