Niteroiense é vice-campeão do 1º Rally de Holambra

  •  
  •  
  •  
  •  



Divulgação

São Pedro bem que tentou, mas não conseguiu atrapalhar a primeira etapa do Campeonato Paulista de Rally de Velocidade e do Campeonato Paranaense de Rally de Velocidade, realizada na cidade de Holambra, interior de São Paulo. O 1º Rally de Holambra teve o parque de apoio instalado na Expoflora e atraiu um grid formado por 23 carros – recorde de inscritos.

Foram percorridos cerca de 90 quilômetros, divididos em dois roteiros, sendo a Especial Palmeirinha e Opa (pronuncia Oupa – que em holandês, significa avô), além de um Super-Prime de 1,6 quilômetros.

Por conta da chuva que caiu poucas horas antes da largada (e bastante forte), o percurso ficou bem liso e com pontos de lama e poças d’água, o que exigiu maior perícia dos competidores, sobretudo nas manobras de curvas. “O roteiro mesclou cascalho e chão batido. No primeiro trecho do rali, na Especial Palmeirinha, tivemos muitos saltos com retas bem longas, nas quais os pilotos puderam imprimir alta velocidade. A média alcançada foi de 190 km/h. Já a Especial Opa, foi ainda mais rápida, e pediu muito cuidado, pois qualquer erro, seria imperdoável”, disse o diretor técnico da prova, Paulo Leite.

As duplas estiveram divididas nas categorias RC2N, RC4, RC4 Light, RC5 e RCC (Convidados), e o representante de Niterói, o piloto Felipe Marra, sagrou-se campeão da categoria RC4. ”Os percursos escolhidos eram bem variados e tinha de tudo um pouco, e isso deixou a prova ainda mais desafiante. Ficamos empolgados com o resultado e subir no pódio para nós foi muito bom, além disso, a organização do evento está de parabéns, pois souberam fazer um rali bem estruturado”, comemorou Marra, que conta com a navegação do curitibano, Thiago Osternack.

Além de Marra, esteve representando também o estado do Rio de Janeiro, o piloto Nilo Bezerra, que conquistou o segundo lugar da categoria RC5, junto ao navegador Enzo Jorge, de Atibaia.

 

Ainda, no Rally de Holambra, aconteceram no sábado, 18, as disputas da modalidade Regularidade, que atraiu um grid de 55 veículos de diversas regiões. O destaque do evento foi a participação de carros 4×2 – convencionais. Além de Troller, Mitsubishi e Suzuki, também estiveram alinhados Fiat Uno, Ford Ka, Volkswagen UP e Citroën C3, que fizeram muito sucesso e mostraram que este tipo de automóvel é capaz de fazer um rali.

 

Agora é focar na próxima etapa do Campeonato Paulista que ocorrerá em Taubaté, SP, no dia 11 de junho. Antes disso, haverá a abertura do Campeonato Brasileiro de Rally de Velocidade, em Estação, RS, no dia 23 de abril.

You may also like...