Os bondes do Rio de Janeiro

  •  
  • 17
  •  
  •  
    17
    Shares



O Rio de Janeiro acabou de completar mais um ano no último dia 1º de março e, como todos sabem, a cidade passa pela maior reforma urbanística desde a época de Pereira Passos. Uma das grandes mudanças é o Veículo Leve sobre Trilhos (VLT), que promete ser a solução da mobilidade urbana nos dias atuais.

bonde 6

Vale lembrar que a “novidade” não é tão nova assim! No Centro Cultural Abrigo de Bondes e Espaço Cultural Antônio Callado, localizado ao lado do Supermercado Guanabara, em Niterói, é possível saber um pouco sobre a história dos bondes e da evolução do transporte na cidade.

ABRIGO DOS BONDES

Niterói foi o sétimo município brasileiro a ter esse meio de transporte. O espaço foi construído na cidade em 1906 para abrigar as usinas e oficinas de reparos dos veículos sobre trilhos que começaram a circular por aqui por volta de 1871. O local perdeu sua utilidade nos anos 60 com a chegada do Trolley Bus — ônibus suspensos por cabos de aço movido à eletricidade, que veio para resolver o caos gerado entre os trilhos e a grande demanda de veículos automotores.

Trolley (1)

Reformado e ainda mantendo algumas características arquitetônicas da época, hoje em dia o lugar abriga o Espaço Cultural Antonio Callado, onde há atividades musicais, teatrais, palestras e workshops.

Você sabia?

– Os bondes eram veículos abertos conduzidos pelo motorneiro, que trabalhava na “cozinha” (parte fechada). O atual trocador do ônibus era chamado de condutor, responsável por organizar o reboque (parte detrás, onde lavadeiras de roupas agrupavam suas entregas).

Estas informações foram cedida pelas crianças (que vem a ser minha mãe e tia) que eram autorizadas a fazer um city tour pela cidade.

– Antonio Callado era romancista, jornalista e teatrólogo. Nascido em Niterói, foi o 4º ocupante da cadeira 8 na Academia Brasileira de Letras. Faleceu em 1997, aos 80 anos.

Vale a visita!

Serviço: Centro Cultural Abrigo dos Bondes & Espaço Cultural Antonio Callado.
Rua Marquês de Paraná, 100, Centro, Niterói
De segunda à sexta, das 9h às 18h e sábados das 11h às 16h
Telefone: (21) 2620-8169 (é sempre bom ligar para conferir o horário de funcionamento)
Entrada gratuita

You may also like...