Prefeitura de Maricá resgata Plano de Cargos e Salários

  •  
  • 7
  •  
  •  
    7
    Shares

PMMOs servidores municipais receberam uma boa notícia: o resgate de uma promessa há duas décadas adiada, a implantação de um Plano de Cargos e Salários na Prefeitura. A Câmara Municipal aprovou, em segunda votação, projeto de lei encaminhado pelo Executivo que restabelece o plano e agora o documento segue para sanção. Para o secretário municipal adjunto de Administração, Gilberto Palmares, é um momento histórico para o funcionalismo público de Maricá e a aprovação do projeto de lei estabelece uma mudança radical na vida dos servidores, em um momento bem distinto em relação à situação de outras cidades.

A servidora Rosinete Marins da Costa, 53 anos, moradora da Mumbuca e há 33 na Prefeitura, sonhava com esta revisão. “Estava confiante. Entrava e saía governo e nada”, avaliou, elogiando o atual governo. Depois de 20 anos de espera, ela e os cerca de 2.800 funcionários estatutários na ativa, fora os aposentados, receberão, ainda este mês, salários reajustados a partir do aumento de 40% aplicado sobre o salário-base. Em janeiro do próximo ano, o reajuste será ainda maior, 60%. A partir de janeiro, a cada ano haverá reajustes. “Faremos no esquema escalonado por categoria até 2018, quando será concluído o reenquadramento”, afirmou Palmares.

Uma das principais reclamações de uma grande parcela dos servidores sempre foi os salários baixos e a falta de um plano de cargos e salários. O plano vai estimular, também, as inscrições para cargos públicos. “A prefeitura tem interesse em fazer concurso público e este aumento vai estimular as inscrições para o preenchimento dessas vagas”, ressaltou Palmares, lembrando que muitos dos concursos públicos que a prefeitura realizou ao longo de vinte anos terminaram com vagas não preenchidas por conta da baixa atratividade. “Os candidatos passavam e acabavam não assumindo por causa dos baixos salários. Na área de saúde, por exemplo, muitas vagas não eram preenchidas por falta de interesse”, afirmou. A novidade também vai atingir os servidores inativos. “Muitos deles acabam não se aposentando por causa dos vencimentos baixos. Com este reajuste que estiver em idade ou tempo de serviço poderá pedir a aposentadoria”, acrescentou.

Jorge Luiz da Silva Moreira, 58 anos, é funcionário municipal desde 1976. Segundo ele, o plano é uma conquista sem igual. “Eu estou esperando há mais de 20 anos por esta notícia. Este reajuste vai mudar certamente a vida de todo o funcionalismo público municipal”, comentou. O agente administrativo, que vinha adiando a aposentadoria. “Agora posso pensar com mais tranquilidade nisso. Antes era difícil com um salário defasado”, completou.

You may also like...