Prevenção ao câncer de mama é tema de palestra para servidoras em Itaboraí

  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

Servidoras municipais participaram nessa quinta-feira (23) da palestra “Prevenção, diagnóstico e tratamento do câncer de mama”, ministrada pela oncologista Lilian Campos Caldeira, médica da Clínica de Oncologia Rio Bonito (Corb) e da Onkosol (centro de tratamento de câncer) de Cabo Frio, no Salão Nobre da Prefeitura de Itaboraí. O evento faz parte da programação do movimento internacional “Outubro Rosa”, cujo foco é conscientizar e alertar as mulheres sobre a importância da realização de exames preventivos para detecção desta doença e ainda o combate ao câncer de colo de útero.

A palestrante apontou várias formas de fazer a prevenção conta o câncer de mama, como ter uma alimentação mais saudável e fazer atividades físicas.

“Evitar a obesidade, através de dieta equilibrada, e a prática regular de exercícios físicos, é uma das principais recomendações, já que o excesso de peso aumenta o risco de desenvolver a doença. A ingestão de álcool, mesmo em quantidade moderada, é contraindicada, pois é fator de risco para esse tipo de tumor, assim como a exposição a radiações ionizantes em idade inferior aos 35 anos”, explicou.

Câncer de mama tem cura

De acordo com o Ministério da Saúde, o câncer de mama é o tipo de tumor que mais acomete as mulheres em todo o mundo. Por conta disso, até o final deste mês a secretaria municipal de Saúde estará
realizando orientações, exames preventivos e encaminhando pedidos de mamografias como explica a coordenadora do programa municipal de assistência integral à Saúde da Mulher, Elizabeth Maria Faria.

“Nós decidimos abraçar o Outubro Rosa, pois temos um grande número de servidoras no município. E como o assunto ainda é um tabu, é importante termos a consciência sobre a prevenção, como o autoexame de toque, a mamografia, e outros diagnósticos. O câncer de mama é o segundo tipo mais frequente no mundo, sendo o primeiro entre as mulheres. A detecção precoce por meio da prevenção é uma forte aliada na diminuição dos danos e consequências. Este é o nosso foco”, afirmou.

Cerca de 100 servidoras da prefeitura participaram do evento e ganharam laços cor de rosa para serem usados nas lapelas das roupas, simbolizando a adesão ao movimento Outubro Rosa. Maria Thereza Fortunato, 58 anos, agente comunitária de saúde do posto de saúde de Vila Brasil, contou como a prevenção salvou e mudou a história de sua vida.

“Descobri meu câncer de mama através de um exame de mamografia, que costumo fazer todos os anos. Não tenho histórico na família, por isso fiquei surpresa quando recebi o diagnóstico. Apareceu um pontinho branco na imagem do raios-X e quando fiz a biopsia, o nódulo era maligno. Como ainda era muito pequeno, com três centímetros, logo fui submetida a uma cirurgia e algumas sessões de radioterapia. Nunca desanimei ou desisti da minha vida. Me apeguei ainda mais a Deus e acreditei na minha cura. Tive também muito apoio da minha família.Encarei a doença com valentia, não fugi das dores e hoje tô aí vivendo um dia de cada vez. Continuo fazendo exames de rotina, agora semestralmente. Enquanto houver cura, há esperança”, contou.

You may also like...

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *