Secretaria de Turismo apresenta ações para 2017

  •  
  •  
  •  
  •  



A Olimpíada Rio 2016 foi o grande evento para o turismo brasileiro este ano. Considerada a principal porta de entrada para o Brasil, a cidade do Rio de Janeiro recebeu durante os Jogos Olímpicos mais de 1 milhão de turistas. O secretário de Turismo, Nilo Sergio Felix, falou sobre as perspectivas para o setor em 2017.

Uma das ações mais importantes foi a participação nos Jogos Olímpicos e Paralímpicos. No período, estivemos nos principais espaços destinados ao público, como a Casa Brasil, o Espaço Rio e o Rio Media Center. Distribuímos amplo material promocional sobre as cidades do interior do estado. Outro destaque importante do ano foi a incorporação do Programa de Artesanato do Estado do Rio de Janeiro à Secretaria de Turismo. O objetivo do projeto é reconhecer o artesanato como atividade econômica, com foco em ações voltadas para o empreendedorismo”, comentou o secretário.

 

Erica Ramalho / Governo do Estado

Erica Ramalho / Governo do Estado

Sobre o programa Rio +3, Nilo Sergio Felix afirmou que o objetivo é ampliar a iniciativa.

“A proposta do projeto Rio+3 é ampliar e estimular o turismo de curta distância, pulverizando os destinos do estado. O programa é o nosso principal canal de divulgação do interior, através de um guia. Com 98 páginas de sugestões de roteiros, a publicação está presente em todas as feiras nacionais e internacionais que participamos”.

O secretário falou também sobre as campanhas que estão sendo realizadas no Brasil e no exterior para divulgar o Estado.

“Iremos participar de uma campanha da Embratur, que tem o verão como principal produto turístico. São vídeos e material gráfico, exibindo nossas belezas e peculiaridades culturais em países da América do Sul, Europa, além dos Estados Unidos, importantes emissores de visitantes para o Estado do Rio de Janeiro”, disse Nilo, sem se esquecer do carnaval e verão.
“A enorme divulgação conquistada durante a Olimpíada será um divisor de águas no nosso turismo. A alta do dólar também proporciona uma maior vantagem financeira aos turistas estrangeiros em visitar o Rio de Janeiro e inibe viagens de brasileiros para o exterior, o que acaba ampliando o volume do turismo doméstico”, finalizou.

You may also like...