Cisp vai receber em tempo real dados da Polícia Civil sobre veículos roubados

  •  
  •  
  •  
  •  

A Prefeitura de Niterói assinou na tarde desta quarta-feira (16/3) um convênio com a Polícia Civil que vai permitir que o Centro Integrado de Segurança Pública (Cisp) receba em tempo real as informações da Delegacia de Roubos e Furtos de Automóveis (DRFA). Além disso, o acordo prevê também a instalação de totens que vão possibilitar que os cidadãos façam na sede da administração municipal e no Cisp um pré-registro de ocorrência, como extravio de documentos, por exemplo.

O envio de dados da DRFA será fundamental para o sistema de câmeras inteligentes que a Prefeitura vai implantar na primeira quinzena de abril. Serão 20 dispositivos (sendo 12 na Ponte Rio-Niterói) que vão ler as placas de todos os veículos que entrarem em Niterói e, com o compartilhamento dos dados com a Polícia Civil, será possível identificar se são produtos de roubo ou furto. De posse desta informação, o Cisp vai acionar as polícias Militar e Rodoviária Federal.

O prefeito destacou a importância deste convênio para a cidade.

“Estamos dando um passo histórico e consistente nas ações integradas de segurança pública. Com esse convênio, o Cisp passa a ter acesso em tempo real das informações da Polícia Civil tornando viável nosso projeto de portais do Cisp que vai começar por todas as entradas da Ponte Rio-Niterói possibilitando uma ação em tempo real das forças policiais. Segurança pública se faz com inteligência. Vamos viabilizar também um projeto piloto de implantação de totens informatizados na sede da Prefeitura e do Cisp para o registro de ocorrências. Com isso, vamos possibilitar aos cidadãos um serviço ágil, reduzindo demandas que sobrecarregam sobretudo as delegacias distritais. Esses totens serão um bom exemplo para outras cidades. Essa é mais uma parceria entre a Prefeitura e a Polícia Civil e não será a última. A luta pela segurança pública é permanente e contínua”, disse.

O chefe da Polícia Civil, delegado Fernando Veloso, se disse muito satisfeito com essa integração com a Prefeitura de Niterói e falou sobre a parceria.

“Os totens serão facilitadores para a sociedade. Será uma conveniência para pessoas vitimadas deixarem de se deslocar, uma a menos nas delegacias. É um dado que vai entrar para o banco de dados da Polícia Civil e ajudar no planejamento macro da segurança pública. Pelo totem, o cidadão informa os dados e o email e recebe o registro em PDF. Além disso, vamos criar pontes que ligam recursos tecnológicos e avançadíssimos que estão a disposição da segurança pública no Cisp com os serviços de inteligência da polícia”, declarou.

Deixe uma resposta