Crivella acena com mais R$ 6,5 milhões para carnaval via patrocínio privado

  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

O prefeito do Rio de Janeiro, Marcelo Crivella, deu mais um passo para ajudar as escolas de samba no desfile do Grupo Especial do carnaval, em 2018. Além de dar R$ 1 milhão a cada uma das 13 agremiações, ele disse que conseguirá mais R$ 6,5 milhões por meio de patrocínio da iniciativa privada. O anúncio foi feito na reunião com o presidente da Liga das Escolas de Samba (Liesa), Jorge Castanheira, e os presidentes das agremiações, nesta segunda-feira, na sede da Prefeitura, na Cidade Nova.

Crivella também garantiu que pagará totalmente a subvenção às escolas até novembro, três meses antes do carnaval, conforme prometera na primeira reunião. A primeira parcela deve ser quitada ainda em julho. Ao final, cada agremiação ganhará R$ 1,5 milhão.

– Estamos fazendo um esforço grande aqui na Prefeitura para ajudar as escolas. Temos conversado com um monte de gente. Nós vamos conseguir esse patrocínio para as escolas, podem confiar! – afirmou o prefeito.

O presidente da Riotur, Marcelo Alves, explicou que a Prefeitura já distribuiu o caderno de encargos às empresas interessadas em patrocinar o carnaval. A ideia é conseguir com esses patrocinadores verba não só para os blocos de rua, mas também para o desfile na Sapucaí.

– Queremos dessas empresas muito mais que a instalação de banheiros químicos e alambrados. As negociações já foram abertas e temos recebido um retorno positivo das marcas.

Já o presidente da Liesa, Jorge Castanheira, lembrou que, nos últimos anos, as escolas de samba perderam o patrocínio da Petrobras e também do governo do estado. Por isso, ele considera importante chegar a um acordo com a Prefeitura.

– A gente entende que a solução vai ser construída por meio da Riotur – disse o presidente da Liesa.

No final do encontro, Crivella fez um apelo aos presidentes das escolas de samba.

– Nós (Prefeitura) estamos sem dinheiro, mas temos talento e criatividade. Nós temos que acreditar. Fiquem tranquilos porque vamos fazer o melhor carnaval de todos os tempos.

Uma nova reunião foi marcada para segunda-feira que vem, quando serão assinados os contratos com as agremiações e fechado o calendário de pagamento das parcelas da subvenção.

Também participaram da reunião os seguintes presidentes de escola de samba: Fernando Horta (Unidos da Tijuca), Chiquinho da Mangueira (Mangueira), Luis Carlos Magalhães (Portela), Fernando Fernandes (Vila Isabel), Vera Lúcia (Império Serrano), Milton Perácio (Grande Rio), Regina Celi (Salgueiro), Renato Almeida (São Clemente), Renato Thor (Paraíso do Tuiuti), Ricardo Abraão (Beija Flor) e Ney Filardi (Ilha do Governador).

You may also like...

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *