HUAP inaugura ambulatório com mais conforto e qualidade

  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

No próximo dia 5 de julho, o Hospital Universitário Antonio Pedro inaugura o mais novo e moderno Complexo Ambulatorial para atendimento ao usuário SUS da Região Metropolitana II que atende a população da Região Metropolitana II que engloba, além de Niterói, as cidades de Itaboraí, Maricá, Rio Bonito, São Gonçalo, Silva Jardim e Tanguá. Sua área de abrangência atinge uma população estimada em mais de dois milhões de habitantes.

O Complexo Ambulatorial é a principal porta de entrada do Hospital Universitário Antonio Pedro realizando o diagnóstico e a orientação terapêutica de pacientes de média e alta complexidade. No espaço do ambulatório, estão dispostos balcões informativos para orientação e atendimento aos pacientes, e salas de espera amplas e confortáveis, o que proporcionará a melhora do fluxo existente, além gerar rotas de fuga alternativas.

Ao longo dos anos de 2012 a 2017 foi realizado o projeto e a execução de obra física visando à requalificação do Complexo Ambulatorial. No espaço original identificava-se uma infraestrutura da década de 50 ao longo do tempo os espaços precisavam ser readequados para a prática profissional vinculada às atividades de ensino.

O processo teve como foco maior qualidade no atendimento ao paciente, melhoria das condições de trabalho da equipe de saúde, criação de ambientes propícios ao ensino da prática profissional, a adequação à legislação vigente e a oferta de mais serviços.

Originalmente disposto em apenas 01(um) pavimento, o Complexo Ambulatorial do Huap foi acrescido em cerca de 50% da área original com mais um pavimento, reorganizado segundo circulações principais, rotas de fuga e áreas de espera estratégicas com balcões informativos atendendo a um determinado grupo de ambientes destinados ao cuidado do paciente.

O Complexo Ambulatorial do Huap disponibiliza a comunidade 94 ambientes destinados ao cuidado terapêutico do paciente incluindo consultórios, salas de terapias e um Centro Cirúrgico Ambulatorial composto de duas salas cirúrgicas com toda a infraestrutura necessária a um atendimento seguro e de qualidade para o paciente e equipe de saúde.

Além de possuírem uma área aproximada de 10m², todos os consultórios são acessíveis por cadeira de rodas e a maioria é acessível com maca oferecendo-se o maior número possível de banheiros acessíveis, superando a quantidade estabelecida pelas normas vigentes.

Outra novidade e importante espaço foi a criação de banheiros para ostomizados (intervenção cirúrgica para fazer no corpo uma abertura ou caminho alternativo de comunicação com o meio exterior, para a saída de fezes ou urina, assim como auxiliar na respiração ou na alimentação).

Alinhado às atuais preocupações com o impacto ambiental das atividades humanas, o Complexo Ambulatorial do Huap conta com soluções para o maior aproveitamento possível da iluminação natural, reduzindo consideravelmente a necessidade de utilização da iluminação artificial. Incluiu-se ainda a captação de água de chuva que, devidamente armazenada e tratada, permitirá poupar a água potável.

Com um investimento da ordem de R$ 15milhões incluindo projeto executivo, execução da obra propriamente dita, infraestrutura de rede, mobiliário, equipamentos médico-hospitalares, sistema de chamada do paciente e sinalização visual, o Complexo Ambulatorial passou pelo crivo da ANVISA e da equipe técnica do MEC tendo garantida sua adequação às normas vigentes.

A reforma e ampliação do Complexo Ambulatorial somente se tornou realidade com o empenho e compreensão de todos os envolvidos. O Huap tem orgulho de devolver à comunidade um espaço potencialmente transformador pelas mãos de todos os que o utilizam, representando um grande avanço na prática profissional e condições dignas de atendimento para aquele com quem temos o nosso maior compromisso: o paciente do Sistema Único de Saúde. O sonho se tornou realidade. De todos, para todos.

Desde abril de 2016, o Huap-UFF é filiado à Ebserh, estatal vinculada ao Ministério da Educação, que administra atualmente 39 hospitais universitários federais. O objetivo é, em parceria com as universidades, aperfeiçoar os serviços de atendimento à população, por meio do Sistema Único de Saúde (SUS), e promover o ensino e a pesquisa nas unidades filiadas.

O órgão, criado em dezembro de 2011, também é responsável pela gestão do Programa Nacional de Reestruturação dos Hospitais Universitários Federais (Rehuf), que contempla ações nas 50 unidades existentes no país, incluindo as não filiadas à Ebserh.

You may also like...

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *