PMERJ divulga esquema de segurança para as eleições 2016

policiamentoA Polícia Militar do Estado do Rio de Janeiro empregará aproximadamente 17 mil policiais, além do efetivo normal, para atuarem em todo o Estado durante as eleições. A ação será integrada com outros órgãos de Segurança.

A mobilização começa a partir de hoje (01/10), com a PM fazendo as escoltas e a distribuição das urnas nos locais de votação. Uma vez instaladas as urnas nas zonas eleitorais, a PM passa a fazer a guarda do local. O trabalho será encerrado no domingo (02/10), quando terminam as votações. Em seguida, será realizada a escolta dos equipamentos aos polos eleitorais, onde serão contabilizados os votos.

Em todas as 256 zonas eleitorais haverá um oficial da Polícia Militar, que estará em contato com o juiz eleitoral responsável. Nos 5.049 locais de votação haverá a presença constante de pelo menos um policial militar, um guarda municipal e de um bombeiro.

A PMERJ e as Forças Armadas vão atuar em ação integrada na Capital nos bairros de Irajá, Curicica e Rio das Pedras; na Baixada Fluminense, nos municípios de Duque de Caxias, Nova Iguaçu, São João do Meriti, Queimados, Belford Roxo e Japeri; na Região Metropolitana em São Gonçalo e no Interior, em Campos dos Goytacazes e Macaé. O policiamento na Linha Amarela será feito com apoio da Força Nacional. As demais vias também estarão reforçadas pelo Batalhão de Policiamento em Vias Expressas através de motopatrulhamento. O Batalhão de Operações Policiais Especiais (Bope) e o Batalhão de Polícia de Choque (BPChq) também serão empregados estrategicamente durante o pleito eleitoral.

“A Polícia Militar está trabalhando para que o pleito eleitoral transcorra da melhor forma possível e todos possam exercer seu voto com segurança e tranquilidade. Para tanto, suspendeu férias, reduziu as folgas e alterou as escalas dos policiais”, afirmou Coronel Luis Henrique Marinho Pires, subchefe Operacional do Estado-Maior Geral da PMERJ.

O esquema para o segundo turno será definido a partir de nova análise, em parceria com o Tribunal Regional Eleitoral (TRE).

You may also like...