Rádio: Estado economiza material em UPA de São Gonçalo por causa de Olimpíada

  •  
  • 258
  •  
  •  
    258
    Shares



upa santa luziaEm meio à crise financeira que atinge severamente hospitais do Rio, documento obtido pela rádio CBN revela que a Secretaria estadual de Saúde deixou de fornecer material para a Unidade de Pronto Atendimento de São Gonçalo, com o objetivo de economizar para as Olimpíadas de 2016.

Em maio deste ano, o Instituto dos Lagos Rio, organização social que opera a UPA, no bairro Santa Luzia, pediu ao órgão oito reanimadores ambulatoriais para adultos, utilizados em pacientes com problemas respiratórios.

Leia também
Rio decreta estado de emergência na saúde e recebe ajuda federal
Saúde pode entrar em colapso a qualquer momento em São Gonçalo

Estoque bloqueado

Segundo a CBN, a Secretaria de Saúde só deu resposta para a solicitação este mês, informando que o material em estoque está bloqueado pela Subsecretaria de Unidades de Saúde para os Jogos Olímpicos de 2016. O despacho é assinado pela Coordenadora Geral de Abastecimento Material e Medicamentos, Glória Sardenberg. A informação, ainda de acordo com a rádio, é dada com base em análise do estoque no dia 7, por meio do sistema da UniHealth, empresa de logística contratada pela Secretaria Estadual de Saúde para controlar unidades de saúde e as demandas de entrada e saída de insumos.

A UPA de São Gonçalo é uma das que estão fechadas para exames e atendimentos eletivos por falta de insumos e profissionais. Somente os casos mais graves são recebidos.

Quem busca socorro médico na unidade é encaminhado para locais como Alcântara e Niterói.

De acordo com a rádio, a Secretaria de Saúde informou, por meio de nota, que em casos como este, no qual os equipamentos suplementares não estão disponíveis em estoque, cabe à Organização Social fazer a compra direta. A secretaria, no entanto, não se manifestou em relação à economia de material para as Olimpíadas do ano que vem. Representes do Instituto dos Lagos Rio não foram encontrados para comentar o caso.

Veja lista de unidades de saúde com problemas no atendimento no RJ

Hospitais com problemas críticos:
Hospital Albert Schweizer, em Realengo
Hospital Getúlio Vargas, na Penha
Hospital Adão Pereira Nunes, em Duque de Caxias

Hospitais com problemas graves:
Hospital da Mulher Eloneida Studart, em São João de Meriti
Hemorio, principal banco de sangue do Estado do Rio
Instituto Estadual de Diabetes e Endocrinologia, no Centro
Instituto de Cardiologia Aloysio de Castro, no Humaitá

Hospitais estaduais em funcionamento, mas de forma precária:
Hospital Alberto Torres, em São Gonçalo
Hospital Carlos Chagas, em Marechal Hermes
Hospital Rocha Faria, em Campo Grande

UPAs estaduais com problemas no atendimento:
Realengo
Ricardo de Albuquerque
Marechal Hermes
Taquara
Jacarepaguá
Botafogo
Barra Mansa
Cabo Frio
Duque de Caxias
Niterói
Nova Friburgo
Cabuçu, em Nova Iguaçu
Duas em São Gonçalo
Saracuruna
Magé

Com informações da Rádio CBN e jornal O Globo

You may also like...