“Som no Lavourão” anima público com diversidade cultural

  •  
  • 2
  •  
  •  
    2
    Shares

“Som no Lavourão” anima público com diversidade culturalRap, Black Music, Rock entre outros ritmos se misturaram em busca da batida perfeita para embalar as mais de cem pessoas presentes, na noite da última quarta-feira (15/10), no Centro Cultural Joaquim Lavoura, no bairro Estrela do Norte, em São Gonçalo. O projeto “Som no Lavourão” reuniu os músicos Dom Negrone, Gilber T, Dico, Luã Gordo e Diego Shaman e contou ainda com a abertura do grupo de percussão “Madiba”, liderado pelo professor Alex Melo (C.E. Mário Tamborindeguy). A iniciativa também teve as participações da Gonga Sound e Dj Cris Pita.

De acordo com Dico, que foi o idealizador do projeto, a ideia surgiu da vontade de abrir espaço para a diversidade cultural trazida por diferentes artistas do município: “A ideia é bem audaciosa, pois os artistas estão tocando apenas músicas independentes, próprias. São Gonçalo é um celeiro de grandes artistas, mas temos dificuldades em sair da cidade para tocar em outros lugares. Nossa ideia, portanto, é fazer com que o município seja visto, trazendo músicos de diferentes vertentes para se apresentarem e mostrarem que aqui tem gente fazendo boa música”, explicou.

De acordo com o secretário de Turismo e Cultura, Michel Portugal, a secretaria está apostando na diversidade das apresentações para chamar a atenção da população para os artistas gonçalenses: “A proposta é promover acesso às muitas vertentes musicais presentes em São Gonçalo, sobretudo à qualidade desses músicos, criando assim uma identidade entre artista e público”, disse.

Dom Negrone enfatizou a dificuldade que existia em fazer música na cidade na época em que começou sua carreira e a importância de haver apoio atualmente para os artistas de São Gonçalo.

“Som no Lavourão” anima público com diversidade cultural“Para mim é uma honra e uma satisfação tocar aqui porque, apesar de ser minha cidade, eu tive que sair daqui no final dos anos 90 para continuar fazendo a arte que eu gostava. Na época a cidade não estava dando esse mesmo apoio no âmbito cultural, então eu saí e rodei o Brasil, pude conhecer vários países e foi bem legal. Mas poder estar aqui hoje num local que foi um dos meu primeiros palcos é ótimo. Essa atitude que a secretaria de Turismo e Cultura está tendo de apoiar o projeto e a juventude que faz música atualmente no município é fundamental. A música não é apenas entretenimento, mas também um instrumento de transformação cultural e social”, enfatizou.

“Ver a galera aqui curtindo o evento e nosso som dá uma sensação de gratidão máxima, pois fizemos esse evento com muito carinho. Sabemos que a cidade é muito rica culturalmente, mas sempre existiu uma estrutura muito pequena para a galera expor sua arte. Agora isso está mudando e os eventos estão acontecendo com mais frequência. Estamos muito felizes e realizados com o resultado”, afirmou o cantor e compositor Diego Shaman.

Os artistas

O rapper gonçalense Dom Negrone é um dos mais conhecidos no país. Considerado um “mestre do improviso”, ele acumula prêmios e participações em programas de rádio e TV, com destaque para apresentação no Prêmio da Música Brasileira e a abertura do show do grupo Black Eyed Peas, no antigo festival Hútuz.

No show de Gilber T, as músicas de seu último disco “Dia incrível”, contam com participações do MC De Leve e do veterano da black music brasileira Gerson King Combo. No dia 24 de outubro, eles viajam juntos para Natal (RN), onde se apresentarão no M.A.D.A, um dos maiores festivais de música do país.

Com formação no rock, Dico faz um som influenciado por diferentes ritmos brasileiros, além do funk, soul, reggae, blues e jazz. Sempre buscando novas experiências, o músico vai apresentar canções inéditas do seu próximo álbum, produzido em parceria com Teteo Rivera. No EP, Dico vai mostrar canções gravadas com Pedro Garcia e Carlos Dafé.

Diego Shaman iniciou a carreira como baterista. Logo, sentiu a necessidade de se expressar também com o violão, dando origem a canções interessantes. Shaman lidera o projeto SWAG como cantor e compositor.

Luã Gordo é um dos principais MC’s de Rap de São Gonçalo. Além disso, é fundador do selo musical “Caverna do Dragão” e organizador da “Roda de São Gonçalo – Batalha do Tanque”, um dos principais eventos públicos e gratuitos da cidade destinado ao público do gênero.

A banda Gonga Sound é formada por Igor Santiago (Guitarra), Kadu Evans (Baixo), Vitor Campanario (teclados) e Wendel Silva (Bateria) completam a programação.

You may also like...