Terceira audiência pública para apresentação de Lei Orçamentária de 2015

  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

A terceira audiência pública com o objetivo de tratar da Lei Orçamentária (LOA) de 2015 aconteceu nesta quarta-feira (29/10) na Câmara Municipal de São Gonçalo. Nesta última etapa, foram discutidos os investimentos nas secretarias de Planejamento e Projetos Especiais; Trabalho; Atenção ao Idoso, Mulher e Pessoas com Deficiência; Segurança Pública; Infraestrutura e Urbanismo e Educação. Secretários e representantes das pastas em questão estiveram presentes e expuseram as necessidades orçamentárias de cada uma.

O documento prevê orçamento de R$1.209.926.804, entre receitas e despesas, com aumento de 5% em relação ao ano anterior, que foi de cerca de R$1.1 bilhão. Como prioridade nos investimentos, estão os recursos destinados à Saúde, com total de R$370 milhões. Em sequência aparecem as áreas de Educação e Infraestrutura, que foram expostas nesta última audiência, com valor de R$280 milhões e R$203 milhões, respectivamente.

De acordo com o prefeito Neilton Mulim, o Poder Executivo está realizando investimentos nas áreas mais importantes do município, atendendo aos anseios da população.

“Saúde e Educação são questões vitais em qualquer cidade. Já inauguramos a Clínica Municipal Gonçalense em setembro, além de sete Unidades Básicas de Saúde (UBS) neste ano. Também estamos fazendo um grande investimento em Infraestrutura, com cerca de 60km de ruas pavimentadas nos últimos meses. Queremos dar sequência neste trabalho no próximo ano”, declarou.

“Nossa prioridade será quitar os contratos e obrigações. Investiremos também em iluminação pública, com a substituição da iluminação anterior pela de LED, que é mais econômica. Além disso, continuaremos a investir nas melhorias de infraestrutura e manutenção de serviços essenciais”, enfatizou o secretário de Infraestrutura e Urbanismo, Francisco Rangel.

A secretaria de Educação pretende priorizar o pagamento da folha de servidores, a aquisição de merenda escolar e de livros para diferentes faixas etárias e de escolaridade: “Livros são nosso principal instrumento de trabalho na Educação. E, nos governos passados, foram adquiridos poucos exemplares. Além disso, estamos fazendo a contagem dos alunos matriculados em creches conveniadas para nos certificarmos que os repasses de verba estão adequados à realidade”, destacou o secretário Claudio Mendonça.

Entre as principais secretarias municipais, a de Fazenda receberá valor de R$35 milhões, seguida por Segurança Pública (R$30 milhões) e Transportes (R$22 milhões).

You may also like...